Seja bem-vindo!

Somos semeadores da semente pura e verdadeira
A PALAVRA DE DEUS

Sabemos que nem todas as sementes lançadas cairão em terra fértil. Jesus disse: “ouvi: eis que saiu o semeador a semear. E, ao semear, uma parte caiu a beira do caminho, e vieram as aves e a comeram. Outra caiu em solo rochoso, onde a terra era pouca, e logo nasceu, visto não ser profunda a terra. Saindo, porém, o sol, a queimou; e porque não tinha raiz, secou-se. Outra parte caiu entre os espinhos, e os espinhos cresceram e a sufocaram, e não deu fruto. Outra, enfim, caiu em boa terra e deu fruto, que vingou e cresceu, produzindo a trinta, a sessenta e cem por um” Mc 4:3-8.
Nota-se pelas palavras de Jesus Cristo registradas por Marcos, um dos quatro evangelistas, que nem todos acatam a palavra de Deus. Vejamos a explicação da parábola acima conhecida como parábola do semeador, registrado em Mc 4 11-20: “ Respondeu Jesus: A vós outros vos é dado conhecer o mistério do reino de Deus; mas aos de fora tudo se ensina por meio de parábolas, para que vendo, vejam e não percebam; e ouvindo, ouçam e não entendam. Para que não venham a converte-se e haja perdão para eles. Jesus lhes perguntou: não entendeis esta parábola e como compreendereis todas as parábolas?
O semeador semeia a palavra: são estes os da beira do caminho onde a palavra é semeada; e, enquanto a ouvem logo vem satanás e tira a palavra semeada neles; semelhantemente são estes os semeados em solo rochoso, os quais, ouvindo a palavra, logo a recebem com alegria. Mas eles não tem raízes em si mesmos, sendo, antes, de pouca duração; em lhes chegando a angústia ou a perseguição por causa da palavra, logo escandalizam.
Os outros, os semeados entre os espinhos, são os que ouvem a palavra, mas os cuidados do mundo, a fascinação da riqueza e as demais ambiçoes, concorrendo, sufocam a palavra, ficando ela infrutífera. Os que foram semeados em boa terra são aqueles que ouvem a palavra e a recebem frutificando, a trinta, a sessenta e a cem por um”.
Verifica-se pela parábola e sua explicação por Jesus Cristo que uma pessoa levou a palavra a várias outras pessoas. Umas, as palavras entraram num ouvido e sairam no outro, não chegando a guardá-las, outras retiveram a palavra e se entusiasmaram mas não procuraram conhecê-la melhor e as primeiras dificuldades que apareceram em duas vidas, eles desistiram. Outros ouviram as palavras, quis segui-las e muito se esforçou, mas não deixaram as impurezas do mundo. Queriam continuar atendendo aos chamados do mundo. E, finalmente a verdade foi sufocada pela mentira. Continuaram no pecado. E, graças a Deus e a fé de algumas pessoas, elas ouviram, guardaram, obedeceram e pregaram a palavra de Deus produzindo cristãos.
Querido leitor, se você leu até aqui, eu quero lhe abrir meu coração e elevar minha mente ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, ao Deus triuno, e orar por você:
Pai nosso, que tudo criou e por ninguém foi criado, estou aqui em nome do Seu filho Jesus, Senhor e Salvador nosso, o meu desejo é que este leitor não seja duro como o solo do caminho que não acolheu a semente e deixou indiferentemente o satanás comê-la. E do mesmo modo, não pare por aqui mas aumente seus conhecimentos lendo a Bíblia diariamente e fortalecendo-se, criando raízes espirituais e crescendo no Senhor.
E assim Pai, que as ofertas do mundo que aos seus olhos lhe parece maravilhoso mas pode conduzi-lo a morte, não venha sufocar a sua vida espiritual, mas que Pai amado, este leitor seja uma terra fértil, onde a sua palavra vai germinar, nascer, crescer, florescer e frutificar produzindo sementes férteis, para perpetuar a lavoura do Senhor Nosso Deus. Em nome de Jesus Cristo. Amém!
Querido leitor, fique comigo mais um pouquinho. Eu quero juntamente com você meditar sobre esta parábola nos dias de hoje e ao meditar nós veremos o quanto é perfeito e atual as palavras de Jesus.
Nós já percebemos que a semente simboliza a palavra de Deus e os diversos tipos de solos simbolizam as pessoas no mundo. E o que impede você crescer espiritualmente é a durezza do seu coração, a falta de maior conhecimento da palavra e sua fraqueza em ceder as coisas do mundo, ao pecado.
Analisemos ou meditemos sobre as quatro situações que Jesus nos descreve simbolicamente ou melhor, vamos entender a parábola espiritualmente, pois, parábola é uma história contada que só pode ser entendida espiritualmente. Está preparado? não? Então diga estas palavras a Deus, com fé:
Deus, sei que sou muito pequenino perante sua grandeza mas sei também que o Espírito Santo é meu mestre, peço-te entendimento atráves do Espírito Santo, em nome de Jesus. Amém!
1ª Situação: ...uma parte caiu a beira do caminho, e vieram as aves e a comeram. Caminho é uma trilha estreita pisada por muitos. E, devido este constante pisar, o solo fica duro, impermeável, nada para ali, nada nasce e nem a água penetra: é um lugar estéril. O nosso coração também fica estreito, as vezes é pisado por muitos e por isso fica incensível(duro), nada penetra, não se apega a nada e nada se apega a ele, fica parado, torna-se vazio, faz a boca calar, a mente flutuar. As vezes os homens são assim: estéreis. Este tipo de homem não agrada a Deus, tudo que ele recebe não guarda, não dá valor, deixa tudo a leo, não valoriza nada ,é indiferente e improdutivo. Este homem é o que não aceitou a Deus; é o que o rejeitou; o que mesmo falando a ele, ele não ouve a palavra e se entrega para o inimigo; valorizando.
2ª situação: ...outra caiu em solo rochoso... solo com muita pedra, pedregulho, onde tem pouca terra, as plantas não criam raízes, por isso nascem e as vezes crescem, mas não frutificam, porque na estação da seca, por ter pouca terra e não ter criado raízes, morrem.
Assim também são os homens que recebem a palavra de Deus e até ficam entusiasmados, mas não procuram aprofundar na palavra de Deus, deixando de ler a bíblia diariamente mas se contentando em apenas ouvir e muitas vezes ouvem doutrinas de homens e não de Deus, prendendo-se a uma determinada denominação, templo ou líder e esquecendo das doutrinas de Jesus Cristo que são a nova e eterna aliança. Estas pessoas que procuram conhecer mais as suas denominações, templos e lideres em detrimento da doutrina de Cristo se escandalizam fácil. Eles se curvam aos primeiros obstáculos e desistem, ou as vezes passam a fazer o inverso, o que é pior: passam a barganhar com Deus ao invés de ter fé em Deus; passam a desejar o crescimento material em detrimento ao crescimento espiritual; passam a idolatrar sua denominação, seu templo, seus líderes e até seu ministério; passam a defender uma denominação e acusar outra; implantam contendas (brigas) aos invés de levar a paz, pois, Cristo é o príncipe da paz; passam a ofertar com o desejo de multiplicar seus bens materiais e não por amor a Deus; passam a exigir dízimos ao invés de ensinar cristãos a ofertar segundo o desejo do seu coração (como determina a nova aliança e não a velha).
Assim decaem da graça ao invés de obter a graça. Olham para o mundo( bens materiais) ao invés de olhar para o alto( salvação em Cristo). Estes são torrados pela ânsia dos bens materiais e, por falta de conhecimento da palavra, morrem: pessoas deixam de seguir a Cristo, templos fecham, líderes são julgados e condenados por corrupção. Tudo isso por ganância e falta de conhecimento das mensagens de Jesus Cristo.
Deixam de ser autoridades para sujeitar às autoridades, pois, autoridade em todos os sentidos e com todos os seus adjetivos são aqueles homens que primeiro obedecem e cumprem as leis antes de exigir seu cumprimento ou implantar nova. Devemos ser como Jesus que cumpriu toda a lei antes de ser o testador da nova e eterna aliança.
“Havendo Deus, outrora, falado muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias, nos falou pelo filho” Hb 1:1,2. Hoje, Deus nos fala através das doutrinas de Jesus e não pelos profetas.
3ª Situação: ...outra parte caiu entre os espinhos... Vejam que uma parte das sementes caiu entre os espinhos, ou seja, o solo já estava alimentando os espinhos, os espinhos já haviam tomado conta daquele solo e lhe transformado num espinhadeiro, lugar perigoso, impenetrável, sufocante.
As vezes, nós negamos a palavra de Deus para homens(pessoas) e elas acolhem a palavra e querem cultivá-la. Apesar do bom acolhimento, querem ao mesmo tempo atender aos desejos da carne que são: “ prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discordia, dissenções, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais, eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam” Gl 5: 19-21. Além disso continuam envolvidos pelos poderes da riqueza, as vezes, resultando em desejos de domínio e corrupção. E assim não são capazes de “amar verdadeiramente, ter felicidade, paz, longanimidade(paciência), benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio”. Gl 5:22,23.
Não há como conciliar a obediência a Jesus Cristo com as paixões e concupisciência da carne. E os homens insistem cultivar tais espinhos. E o resultado é a morte espiritual, a separação, a falta de comunhão com Deus.
Caríssimo leitor, se queres comunhão com Cristo para a salvação, obedeça-O. E, uma maneira gloriosa de iniciar o cultivo da palavra é começar pelo capítulo 5 da carta de Paulo aos Gálatas. Se você começar cumprindo as instruções de Paulo neste capítulo 5 de Gálatas, você vai perceber que todas as 8.200 bençãos contidas na bíblia são para você, mas se não obedecer a Jesus você sentirá que as 8.200 maldições também contidas na bíblia em igual número, desabarão sobre você. Pare e releia o capítulo 5 da carta aos Gálatas e tamém em Marcos 16:16 e Atos 2:38.
Só há dois caminhos: salvação ou perdição. A salvação é só através de Jesus Cristo.
Caro leitor, a minha oração neste momento, em Nome de Jesus, nosso Senhor e Salvador, é que o Deus triuno(Pai, Filho e Espírito Santo) lhe supra das forças necessárias para eliminar os espinhos de sua vida e que você encontre op caminho da salvação.
4ª situação: ...outra, enfim, caiu em boa terra... Boa terra é terra fértil, terra que produz, terra arável, terra macia, sem pedras e sem espinhadeiros, terra que acolhe a semente, germina-a, nela cresce, floresce e frutifica dando sementes férteis.
Assim como no planeta terra existe todo tipo de solo e dentre eles o solo propício para o cultivo, no peito da criatura humana batem corações duro, violentos, falsos, tendenciosos, maldosos, carinhosos, amorosos, odiosos, feridos, apaixonados, carentes, mas dentre eles há também o coração acolhedor, quebrantado, aquele coração que agrada a Deus, aquele coração que acolhe a palavra, guarda-a, medita nela, propaga, divulga, obedece, e nela cresce, floresce e frutifica levando sementes para todos os tipos de solo, independente da velocidade ou direção que o vento sopra.
Nesta 4ª situação Jesus quer retratar o homem que agrada a Deus: o homem que aceita a Jesus aprofunda na sua palavra, eliminando os vícios e impurezas da sua vivência e entrega totalmente à obediência da nova e eterna alinaça cujo testador é Cristo que a selou com a sua morte, ressureição e assenção à destra do Pai, dando sua vida por nés, ainda perdidos.
Amigo leitor, gostaria de o convidar agora a fazer uma viagem que só você poderá fazê-la: Pare, feche os olhos, volte pra dentro do seu ser. veja o que você já fez, está fazendo ou está pensando que vai fazer...agora pense nas quatro situações que Jesus descreveu na parábola: solo duro, solo pedregoso, solo espinhoso e solo fértil. Em qual situação você se encontra? Qual tipo de solo você é?
Não importa em que situação você se encontra ou que tipo de solo você é: Jesus te ama e é maior do que qualquer problema. O nosso Deus é o Deus do impossível, não há impossível para nosso Deus.
“Entregue o teu caminho ao Senhor, confia nEle, e o mais Ele fará” Salmo 37:5
Amado leitor, você que deseja entregar teu caminho ao Senhor, queremos deixar as seguintes orientações:
1 Faça uso diariamente (todos os dias) da bíblia, lendo, nem que seja apenas um versículo por dia. Se não entender não preocupe; com o tempo o Espírito Santo lhe dará o entendimento: Ele é o nosso mestre;
2 Converse com Deus (ore) a qualquer hora que necessitar, mas não esqueça de orar ao levantar-se e ao deitar-se e também na hora das refeições.
3 Ao orar pense no ar que você respira e em tudo mais que Deus criou e te ofertou. Deus é o doador. Ele tudo criou e por ninguém foi criado. Tudo que foi feito, foi feito por Ele e nada sem ele se fez. Ele criou os céus, a terra e tudo que neles existem, e doou à humanidade. Agradeça sempre ao todo poderoso. Faça também os seus pedidos em nome de Jesus, mas com certeza você terá mais o que agradecer do que o que pedir. Amém!?
4 Procure reunir sua família, amigos, vizinhos, pelo menos uma vez por semana. Jesus não quer isolamento, ele quer união. A primeira vinda de Jesus foi para restabelecer o relacionamento entre os homens e Deus e entre Deus e os homens, e também a comunhão(relacionamento) entre os homens e os homens: consegue perceber isto? Jesus é o caminho, a verdade e a vida, ninguém chega ao Pai sem Ele. Ele é o nosso único intermediador.
5 Se você sentir necessidade de maiores informações, orientações e até fazer cursos bíblicos gratuitamente ( de graça recebeis de graca dais)e tiver acesso a internet, acesse os seguintes sites:
www.frutosdapalavra.net e www.estudosdabiblia.net
Não tem acesso a internet? não tem problema. Você pode receber publicações gratuitamente pelo correio.
Escreva para um dos endereços:

1 Graça e fé - Rua Apóstolo Paulo, 87, Bairro Maria Helena
Ribeirão das Neves - MG
CEP: 33930-300

2 Estudos da Bíblia - Caixa Postal 60804
São Paulo - SP
CEP 05786-990

E finalmente, o meu desejo é que todos que lerem esta mensagem recebam a graça de Deus e tenham a fé necessária a salvação, pois, a salvação é pela graça de Deus através da fé dos homens.


Graça e Fé

Este é um site plenamente independente feito por um cristão puramente cristão para cristãos puramente cristãos, e para todos aqueles que desejam ser verdadeiros frutos da semente verdadeira: JESUS CRISTO. Gostaria de convidar o leitor para ler e avaliar o artigo abaixo escrito por mim. Hoje somos um grupo familiar que estudamos a palavra de Deus aos domingo e cumprimos a nova e eterna aliança em Jesus Cristo.

Cristão puramente Cristão


Jesus Cristo ao entregar sua vida na cruz por nós cumprindo a vontade do Pai, verdadeiro Deus, gerou, ao ressuscitar, uma semente.

Esta semente foi semeada no coração de seus discípulos, tendo germinado, nascido, crescido, florescido e frutificado. Em torno dos anos 90 depois de Cristo, os frutos desta semente foram reconhecidos e chamados de Cristãos, conforme relato de Atos dos Apóstolos, capítulo 11, versículo 26 b “...em Antioquia, foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos”.

A partir daquela época até aos dias atuais, aquela semente (as boas novas) tem sido semeada (pregada). E, contemporaneamente, a semente parece-nos que foi alterada, pois, não mais produz frutos verdadeiros: CRISTÃOS  Hoje os frutos não são mais os mesmos. Não são cristãos. Hoje são nos apresentados católicos, luteranos, batistas, pentecostais, wesleyanos, carismáticos, presbiterianos, mórmons, testemunhas de jeová, cristão do Brasil, maranata, tabernáculo da fé e milhares e milhares de outras denominações cada uma com suas doutrinas diferentes e particulares. Tornou-se tão normal que os dirigentes mais liberais alegam que os cinco ou dez por cento de diferença não interferem na salvação. Mas o curioso é que cada um deles tem o seu plano de salvação particular. Por outro lado tem os exclusivistas que pensam que monopolizam Jesus Cristo e o Espírito Santo só para eles, outros não creem no Espírito Santo e nem na deidade de Jesus Cristo. E todos se dizem seguirem Jesus Cristo. E todos se auto-denominam “cristãos”. É possível isto? Uma semente dar frutos diferentes? Nós sabemos que se semearmos uma semente de tangerina e ela germinar, nascer, crescer, florescer e frutificar ela vai nos fornecer uma tangerina e não um limão, uma laranja ou outra tangerina de qualidade diferente. Mas estão plantando sementes de tangerina e colhendo melancia, banana, coquinhos e etc.

Vejamos leitor, algumas destas aberrações:


1 Ensino católico:


Na festa da assunção da santíssima virgem, a Igreja celebra a morte preciosa e a gloriosa assunção da virgem Maria ao céu. Com a alma de Maria foi levado ao céu também o seu corpo. A assunção de nossa senhora em corpo e alma ao céu foi definida pelo Santo Padre Pio XII, em 1º de novembro de 1950” (Terceiro catecismo de doutrina cristã, editora Vera Cruz LTDA; 1ª edição, Agosto de 1976; pag.219, resposta as perguntas 173,175.)

A semente verdadeira, a palavra de Deus, em 1Co 15:20 nos informa que Jesus é chamado “as primícias dos mortos”, e ao ler 1Co 15:22,23, 51-54 e 1Ts 4:16,17; podemos aprender com certeza absoluta que a próxima ressurreição, em corpo glorificado, se dará na segunda vinda de Jesus.


2 Igreja local:


Quando Cristo estava na cruz, Ele era um homem à semelhança da serpente. A serpente é satanás, o diabo é o inimigo de Deus, mas Cristo se encarnou como homem, tendo até a semelhança da carne pecaminosa, que é a semelhança de satanás. O homem foi feito puro, mas um dia satanás entrou no homem para possui-lo. Satanás estava contente, pensando que fora bem sucedido ao tomar posse do homem. Deus então revestiu-se do homem que tinha dentro de si (“O homem e as duas árvores”. Witness Lee, editora fonte de vida, (pag. 10). Por intermédio da encarnação, Deus colocou o homem corruptível sobre si e levou tal homem a morte, na cruz. Ao mesmo tempo, satanás, dentro deste homem caído, foi também levado à morte. Assim, foi por meio desta morte na cruz que Cristo destruiu o diabo

( “ O homem e as duas árvores, Witness Lee, editora Fonte de Vida, pag.11).

Portanto leitor, note-se que para a Igreja Local Jesus é identificado como homem corruptível, como homem caído e tendo satanás dentro de si, foi levado a morte de cruz para pagar o preço da nossa redenção.

Ao ler a palavra de Deus em Rm 3:23; 7:15,16,25; vamos constatar que o pecado é uma atitude que resulta em atos de desobediência e deslealdade para com Deus e sua palavra. E, por outra parte, satanás é apresentado como um ser pessoal, como um anjo caído. Leia 2Co 11:14,15; 1Co 5:5; Tg 4:7; 1Pe 5:8. Portanto pecado não se confunde com satanás. O Jesus, filho de Deus, descrito nas escrituras sagradas foi concebido sem pecado pelo Espírito Santo, conforme Lc 1:31-35. Jesus é sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores e feito mais sublime do que os céus. (Hb 7:26).

3 Tabernáculo da fé


William Marrion Branham(WMB) fundador da Igreja Tabernáculo da fé, ensina que o inferno foi criado para o diabo e seus anjos, para o anti-cristo e sua gente; ele foi o diabo encarnado, e por isso foi preparado para destruí-los: de tudo que existe, o mundo e tudo mais, há um só eterno; esse é Deus (“ A revelação dos sete selos” pp. 27 # 128, Perguntas e respostas sobre os selos, WMB 245, Março de 1963, A Palavra original, Goiânia-GO).

Portanto WMB, nega a existência da eternidade do inferno. Vejamos Mateus 25:46 “ Jesus disse: e irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.

Observamos que o adjetivo eterno que qualifica vida (Zoem aionios), é o mesmo adjetivo que qualifica o tormento – tormento eterno (aionios). Portanto é incoerente considerar um ilimitado, eterno e outro limitado pela morte física: ambos adjetivos são iguais. É verdade que o inferno foi criado para o diabo e seus anjos (mt 25:41). Mas para os que rejeitam a vida eterna oferecida como um dom de Deus (Rm 6:26), padecerão em eterna perdição (2Ts 1:7-9).


4 Nova Era


As almas ou as partes da alma se encarnam em sucessivas encarnações (“Brida”, Paulo Coelho, p.43). Nota-se aqui o caminho para a evolução espiritual ou seja, o homem não precisa da misericórdia de Deus para atingir a condição de perfeição. Basta seguir os ensinamentos acima levado a efeito pelo grande e admirado Paulo Coelho, o bruxo da nova era, assim cognominado. Será que é assim, segundo a palavra revelada – a Bíblia? Acho que não. A Bíblia nos ensina que só temos uma única oportunidade nesta vida para obtermos a salvação. Não duas ou mais. Em Hb 9:27 está registrado que como aos homens está ordenado morrerem uma vez. Vindo depois disso o juízo  Não, não somos capazes por nós próprios chegarmos a Deus sem a sua misericórdia. O homem tem a salvação unicamente em Cristo Jesus, que morreu por nós na cruz, cumprindo a vontade do Pai – Deus verdadeiro. Veja Lc 24: 46,47; Ef 2:8,9; Hb 9:9,10,18; 9:26; 1Pe 2:24; At 2:23; Sl 22; Is 53). Deus não age errado. Ele não levaria seu filho na cruz em vão.


5 Adventistas do sétimo dia


Dizem os adventistas do sétimo dia no folheto “ Leis em contraste” pp 2/3: A lei moral, os dez mandamentos, chamados Lei de Deus...o mesmo não se dá com a Lei cerimonial, frequentemente chamada de Lei de Moisés.

Afirmam que a lei moral foi escrita, proferida por Deus e a cerimonial foi ditada por Moisés, e Jesus preservou toda a lei moral e tirou toda a lei cerimonial.

Inicialmente devemos observar que estas expressões “Moral” e “Cerimonial” não existem na Bíblia. É invenção dos Adventistas. Em Is 33:2 se lê de um só legislador – Deus é que deu os dez mandamentos e inspirou os livros de Moisés.

O mediador da nova aliança , Jesus Cristo, com sua morte, como testador da nova aliança, se fez perfeito e completo, tendo afastado a velha aliança, tendo anulado totalmente o que se chama “Cerimonial” e reconduzido o que se chama “Moral” - os dez mandamentos, com exceção do 4º mandamento – a guarda do sábado, estando os 9 mandamentos na nova aliança e não na velha;

Fazendo um paralelo quanto a dita “Lei Moral” entre o velho e o novo testamento isto se evidencia claramente.


Mandamento

Antigo Testamento

Novo Testamento

1

Ex 20:2,3

1Co 10:19,20

2

Ex 20:4-6

1Jo 5:21

3

Ex 20:7

Tg 5:12

4

Ex 20: 8-11

Não existe

5

Ex 20:12

Ef 6:1-3

6

Ex 20:13

Rm 13:9

7

Ex 20:14

1Co 6:9,10

8

Ex 20:15

Ef 4:28

9

Ex 20:16

Cl 3:9

10

Ex 20:17

Ef 5:3


Portanto na nova aliança, que é eterna, não se guarda o sábado. Nós estamos debaixo da graça e não debaixo da lei.


6 Testemunhas de Jeová


As Tj´s creem que o presente céu e a presente Terra (universo) permanecerão para sempre. Veja o que eles registraram no seu livreto intitulado “ Ajuda para entendimento da Bíblia”:

Habitar o homem na Terra é também algo permanente...o propósito de Deus, portanto, é que a Terra seja a habitação do homem em perfeição e felicidade

Mas não é isso que encontramos nas escrituras sagradas;

a) Leiamos Sl 102:25,26; Is 51:6; Jr 4:23-26; Mt 5:18,24,35; Hb 1:10-12; 2Pe 3:7,10-12; Ap 20:11 e constatamos que o céu e a Terra atuais não permanecerão para sempre.

b) Leiamos ainda Is 65:17; 2Pe 3:13; Ap 21:1 para constatarmos que novo céu e nova Terra serão criados e não restaurados.

Hoje, a nossa esperança não é aquela prometida por Deus aos Israelitas, que viviam dentro do antigo pacto da Lei ( Sl 37:29) e sim para os cristãos que vivem dentro do novo pacto, a promessa de Deus é de uma esperança celestial (Hb 3:1; Jo 14:2,3); e não terrestre.

Os seis itens acima são o bastante para observamos que os homens não se contentam com as palavras reveladas a eles por Deus de maneira simples e objetiva. Eles querem mais, sem ter capacidade para tal: não se contentam que são finitos, são parte e querem entender Deus que é infinito e eterno, completo. A parte jamais entenderá o todo e pela parte não se conhece um todo. Hoje até a ciência já está convencendo desta assertiva, os homens são por demais atrevidos: eles querem até estudar Deus. Não é um absurdo?! Eles inventaram até uma tal de “Teologia” (estudo de Deus) e o pior, quando dá adjetivos a ela: por exemplo “ Teologia da prosperidade” etc.

E, hoje, parece até que alguns deles se transformaram em Deus e inundam o mundo com suas doutrinas humanas e peculiares a cada um deles. Na realidade usaram, usam e pelo jeito continuará usando a palavra de Deus para se tornarem bilionários, e ultimamente brigam entre eles por prestígios terrestres diversos, inclusive político. E eles estão cada vez mais deteriorando a mídia falada, escrita e televisada, colocando suas ovelhas até então somente enganadas e, agora desesperadas e sem aprisco, enquanto eles adoram o deus mamom (dinheiro, luxuria, prestígio). As ovelhas desorientadas e sem aprisco gritam por socorro, sem saber para onde ir: eu sou uma delas, e talvez a pior delas. Mas creio no amor do nosso Deus verdadeiro YHWH, o eu sou, para nos socorrer, para nos resgatar através de Jesus Cristo, mesmo submetendo-nos por grandes provações. Creio que seremos provados(por Deus) para sermos aprovados. Que Deus nos fortaleça nestas provações, pois, o nosso criador não nos prova além da nossa capacidade de resistir: somos seus filhos. Que Ele nos perdoe por termos sido coniventes com tais ações de desobediência, embora enganados, dando dízimos e altas ofertas, e as vezes até ensinando doutrinas erradas para defender as chamadas denominações que nada mais são do que divisões do povo de Deus para gerar iniquidades, conflitos, facções, avareza e etc, como estamos assistindo vergonhosamente acusações recíprocas dos homens adoradores do deus mamom. Misericórdia Senhor!....dê-nos visão e sanidade!...

Eu passei por 5 denominações procurando uma que mais aproximasse da palavra de Deus revelada a nós - A Bíblia. Mas esta denominação não existe. Sinto que todas não foram geradas da semente verdadeira e sim através de sementes alteradas produzindo “frutos”diferentes, pois as boas novas de Cristo, semente verdadeira, produz fruto verdadeiro: CRISTÃO: PURAMENTE CRISTÃO; Cristão sem nenhum adjetivo.

A primeira denominação que pertenci era idólatra e prestava culto a ídolos, contrariando frontalmente 1Co 10:14-22 que diz:

“Portanto meus amados, fugi da idolatria. Falo como criteriosos; julgai vós mesmos o que digo. Porventura, o cálice da benção que abençoamos não é a comunhão do sangue de Cristo? o pão que partimos não é comunhão do corpo de Cristo? Por que embora muitos, somos unicamente um pão. Considerai o Israel segundo a carne; não é certo que aquele, que se alimentam dos sacrifícios são participantes do altar? Que digo, pois? Que o sacrificado ao ídolo é alguma coisa? Ou que o próprio ídolo tem algum valor? Antes, digo que as coisas que eles sacrificam, é a demônios que as sacrificam e não a Deus; e eu não quero que vos torneis associados aos demônios. Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios. Ou provocaremos zelos no Senhor? somos acaso mais forte do que ele?”

Desejando beber apenas o cálice do Senhor, procurei outros caminhos e passei a acreditar na reencarnação. Durante uma reunião em que seria realizado uma cirurgia invisível, eu estando presente concentrei-me em Jesus. Minha mente naquele momento estava repleta plenamente cheia de Jesus...Jesus...Jesus...Jesus...Jesus. Surpreendentemente fui convidado para afastar-me daquele local e aguardar em outro comodo. Sabe o porquê? Porque aqueles trabalhos não caminhavam. E naquele dia nada foi realizado. Vendo que aquele cálice também não era do Senhor, abandonei aquele local e lá não mais voltei. Fui para uma outra denominação onde aparentemente bebia-se o cálice do Senhor, mas de lá também sai, pois, ali também se tomava o cálice de mamom(dinheiro). Fui para outra denominação irmã e lá também não continuei, pois, o pregador no púlpito garantiu que haviam demônios assentados na sua Bíblia e que ele poderia mandá-los para corrigir alguns jovens que estavam de pé conversando no fundo do recinto e, em um outro dia, um outro pregador da mesma denominação perguntou aos fieis quem gostaria de receber o espírito de Davi e várias pessoas caíram ao chão possessas do maligno, debatendo e necessitando de amparo para não se machucar.

E, mais uma vez, tentei outra irmã de denominação e achei que ali iria desenvolver meu ministério, até que um dia fiz uma pregação e nesta pregação eu disse que toda a igreja de Cristo e seus membros teriam que estar debaixo da autoridade de Cristo e, estar debaixo da autoridade de Cristo seria fazer o que Ele autorizou na nova aliança e não fazer aquilo que não estivesse autorizado, embora não estivesse proibido. Enfatizei que a igreja que não cumprir o ide (Mt 28:18-20) não é digna de ser chamada cristã e, que o dízimo não era devido hoje, porque hoje não estamos debaixo da lei e sim debaixo da graça, da nova aliança (Gl 5:4) e (Hb 9:12-17).Fui chamada atenção para rever meus conceitos e a mim foi proibido pregar até mesmo falar a este respeito quando visitava a casa de amigos membros daquela denominação. E durante este “aconselhamento” outros pontos antagônicos foram evidenciados e aí pude constatar que realmente esta denominação, segundo as doutrinas de Cristo, não estava debaixo da autoridade de Jesus Cristo.

Estas foram as razões que me conduziram a colocar este site no ar: www.frutosdapalavra.net.

Debaixo da autoridade de Jesus Cristo, e em seu nome, pretendo levar aqueles que anseiam pela palavra, as reais doutrinas cristãs pautadas na nova aliança cujo testador é Jesus Cristo.

Eu aprendi que eu sou o que a Bíblia diz que eu sou : CRISTÃO

Eu aprendi que eu posso o que a Bíblia diz que eu posso: cumprir o ide contido em Mt 28:19-20.

Em nome de Jesus cristo, eu rejeito tudo aquilo que não vem de Deus, tudo aquilo que me afasta de Deus, tudo aquilo que retarda ou me impede de prosseguir no processo de salvação, mesmo que seja as coisas mais valiosas do mundo material, e novamente digo, eu rejeito em o nome de Jesus.

E, eu peço ao pai, em nome de Jesus Cristo, tudo aquilo que vem do Senhor; tudo aquilo que contribui para eu aproximar cada vez mais do criador de todas as coisas; tudo aquilo que contribui para o meu aperfeiçoamento em busca da perfeição, ainda que seja dores, dificuldades e outras provações, pois eu creio que o Deus verdadeiro não prova os seus filhos além das forças que eles possuem. Tudo isso eu peço, se for da vontade de Deus, em nome de Jesus Cristo, que é meu caminho, meu irmão e meu amigo. Amém!          

Comments